VdE | Mais de 30 Vagas no Centro de Colaboração em Saúde (CCS)

 O Centro de Colaboração em Saúde (CCS) dispõe de Mais de 30 Vagas no Centro de Colaboração em Saúde (CCS) e, pretende contratar técnicos para as várias províncias no âmbito da implementação do projecto “Reinforcing the National HIV and TB Response in Mozambique”  financiado pelo Fundo Global:


Mais de 30 Vagas no Centro de Colaboração em Saúde (CCS)

Oficial de Laboratório (Gaza, Inhambane, Zambézia e Nampula)

O Oficial de Laboratório é responsável pela coordenação e monitoria das actividades ligadas à componente comunitária na colheita, empacotamento de amostras e o seu processamento no laboratório e apoio a toda cadeia de laboratório na Unidade Sanitária. Deverá identificar lacunas e propor soluções para confirmação bacteriológica estabelecendo o equilíbrio ao diagnóstico da TB, e assegurar a disponibilidade de exames de seguimento aos pacientes TB e HIV. Trabalhará em estreita colaboração com as equipas Distritais e Provinciais, na melhoria dos indicadores propostos, respeitando o plano de actividades acordado e as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Qualificações:

  • Ter licenciatura em Tecnologia Biomédica Laboratorial ou áreas afins;
  • Mínimo de 5 anos de experiência na colheita, empacotamento, referenciamento de amostras e diagnóstico laboratorial de tuberculose e outros exames;
  • Exteriencia de gestao laboratorial de nivel distrital e provincial sera uma vantagem.

Assistente de Monitoria & Avaliação (Gaza, Inhambane, Sofala, Zambézia e Nampula)

O assistente de M&A irá apoiar o Oficial de M&A, garantindo que as intervenções tenham informação relevante sobre os resultados e a utilizem para a tomada de decisão, aprendizagem e prestação de contas dos resultados alcançados face aos objectivos fixados.

Qualificações:

  • Possuir nível superior em estatística, informática ou áreas afins;
  • Bons conhecimentos de informática, principalmente domínio dos pacotes básicos no ambiente Windows;
  • Mínimo de 2 anos de experiência em monitoria e avaliacao de actividades de saúde, gestão de base de dados e Sistemas de Informação de Saúde é uma vantagem;

Gestor de Tuberculose

O Gestor de TB deverá providenciar apoio técnico as províncias na implementação de actividades do comunitárias e clínicas do Programa de Tuberculose e estará baseado nos escritórios centrais do CCS.

       Qualificações:

  • Licenciado em Medicina;
  • Ter trabalhado no SNS;
  • Larga experiência na gestão do programa de TB (rastreio, diagnóstico e seguimento de pacientes, actividades comunitárias de TB);

Supervisor Distrital (Maputo Cidade e Província, Gaza, Inhambane, Sofala, Zambézia e Nampula):

O Supervisor Distrital é responsável pela operacionalização (em coordenação com os Serviços Distritais) das actividades ao nível distrital visando o fortalecimento das relações entre os serviços de saúde e a comunidade com a finalidade de aumentar a detenção de casos de TB e retenção de pacientes HIV positivos em tratamento através do apoio técnico-programático aos Oficiais Clínicos, Gestores de Caso, Conselheiros Leigos e as OCB.

Qualificações:

  • Técnico de Medicina Geral;
  • Mínimo de 5 anos de experiência na implementação de actividades de HIV e/ou Tuberculose;
  • Domínio das normas do programa de HIV e TB;
  • Domínio no uso de pacotes Microsoft
  • Disponível para viver no distrito e passar maior parte do tempo nas localidades.
  • Ter carta de condução de motorizadas

Paralegal (Maputo Cidade e Província, Gaza, Inhambane, Sofala, Zambézia e Nampula):

O Paralegal é o actor responsável pela implementação das actividades comunitárias do módulo de Direitos Humanos.  Cabendo a ele, de entre outros, assegurar as actividades de literacia legal e de oferta dos serviços jurídicos relacionados ao HIV e TB.

Qualificações:

  • Ter o mínimo 12ª classe de escolaridade;
  • Ter domínio de Direitos Humanos e Género;
  • Ter domínio das temáticas de HIV e TB desde formas de transmissão, prevenção e tratamento;
  • Experiência de trabalho como Paralegal ou Defensor de saúde;
  • Experiência em mediação, conciliação e resolução de casos por via extrajudicial;
  • Saber falar a (s) língua (s) local (ais) do distrito onde estiver inserido constitui uma vantagem.

Oficial Clínico Distrital de TB e HIV (Maputo Cidade e Província, Gaza, Inhambane, Sofala, Zambézia e Nampula):

O Oficial clínico do projecto será responsável pela implementação, coordenação e monitoria das actividades ligadas à componente clínica do atendimento dos pacientes com HIV e Tuberculose.

Qualificações:

  • Técnico de Medicina Geral;
  • Mínimo de 3 anos de experiência na implementação de actividades de HIV e/ou Tuberculose;
  • Domínio no uso de pacotes Microsoft
  • Saber falar e escrever português.

Formas de candidatura

Para se candidatar às Mais de 30 Vagas no Centro de Colaboração em Saúde (CCS):

Os candidatos interessados deverão levantar os Termos de Referências para as vagas acima nos escritórios do CCS a nível provincial, situados nos endereços abaixo, ou alternativamente solicitar pelo email recepcao@ccsaude.org.mz, até ao fim do dia 22 de Dezembro de 2023:

  • Escritório de Maputo Cidade, Rua Damião de Gomes, Damião de Gois N. 371, Bairro da Sommerchild-Maputo;
  • Escritório de Maputo Província, Avenida Zedequias Manganhela nr 25 – Matola;
  • Escritório de Inhambane, Avenida de Moçambique nr 345 – Bairro Balane-2 – Inhambane;
  • Escritório de Sofala, Rua Capitães do Sena nr 116, 1º andar – Bairro Palmeiras 2 -Beira;
  • Escritório de Nampula, Rua de Sofala nr 56 – Nampula;
  • Escritório da Zambézia, Avenida 7 de Setembro nr 10, 1º Andar -Quelimane.

A data de encerramento da apresentação das candidaturas é a 29 de Dezembro de 2023 e os candidatos devem apresentar uma carta de apresentação juntamente com o “Curriculum Vitae” detalhando as experiências relevantes e referências que possam ser ativamente consultadas, para: recursoshumanos@ccsaude.org.mz e indicar no assunto do email a posição e a província para qual se candidata, ou alternativamente, podem depositar as candidaturas nos endereços acima mencionados. Somente os candidatos que reunirem os requisitos serão contactados.

O CCS possui um mecanismo de denúncias em casos de fraude e corrupção, nos termos do qual os candidatos poderão accionar nos casos de verificação de situações de fraude, cobrança, assedio e corrupção por qualquer funcionário do CCS, independentemente da sua categoria profissional, a saber:

  • Linha telefónica verde – (HOT LINE), cujo número é 84-8044800;
  • Colocação de caixas de reclamação e denuncias em todos os escritórios do CCS; e
  • Email de denuncia denuncia@ccsaude.org.mz

Vagas Mais Procuradas

VdE | 12 Vagas Abertas na SDO

VdE - Faça Parte do Nosso Grupo de Vagas no WhatsApp

VdE | 09 Novas Vagas na Embaixada dos Estados Unidos em Moçambique

VdE | Contabilista Gerencial Sênior (Temane) | SASOL Moçamique

VdE | 166 Vagas Abertas em Diversas ONG's em Moçambique

VdE | Mais de 26 Vagas Abertas Na CONTACT

VdE | Técnico Básico de Electricidade | SDO

VdE | 04 Assistentes de balcão no Millennium BIM

VdE | Gerente de Finanças de Operações de Planta | SASOL Moçambique

VdE | 02 Recepcionistas