VdE | Director Executivo | Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC)

 


A Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC) é uma instituição sem fins lucrativos, que visa fortalecer as capacidades das comunidades desfavorecidas com o objectivo de vencer a pobreza e promover a justiça social. Esta privilegia um sistema de gestão colegial onde os membros da Direcção Executiva tomam decisões de forma consensual. O Director Executivo integra a Direcção Executiva da FDC e sem prejuízo da colegialidade do órgão, tem por função dirigir e orientar a administração e gestão dos actos corrente da FDC, nos termos da lei e pelos estatutos, de forma transparente, eficiente e sustentável, de acordo com a sua missão e valores, garantindo o alcance dos seus objectivos estratégicos e a sua visão, por isso, a FDC pretende recrutar um (1) Director Executivo baseado em Maputo.

 

Responsabilidades

 

No âmbito de gestão corrente da FDC, incumbe ao Director Executivo as seguintes funções:

• Dirige e coordena o processo de planeamento estratégico e operacional da organização;

• Dirige e coordena a definição de proposta de políticas gerais para o funcionamento da Fundação a serem submetidas ao Conselho de Administração para aprovação;

• Supervisiona e orienta a definição/proposta de políticas e modelos teórico-metodológicos específicos para as áreas técnicas da organização;

• Assegura que todas as políticas e normas da organização são aplicadas;

• Dirige a elaboração dos planos e orçamentos anuais da FDC e submete ao Conselho de Administração e aos doadores para aprovação nos termos do estatuto, regulamento interno e acordos;

• Assegura a monitoria e controlo da implementação do Plano Estratégico e Planos Operacionais anuais e respectivos orçamentos;

• Organiza e participa nos encontros do Conselho de Administração nos termos do estatuto e do regulamento interno;

• Assegura a implementação das decisões tomadas nas sessões do Conselho de Administração;

• Apresenta os planos operacionais e orçamentos e reporta semestralmente e anualmente ao Conselho de Administração;

• Assegura o controleo administrativo da FDC e escritórios provinciais;

• Submete os relatórios de auditoria ao Conselho Fiscal e encaminha ao Conselho de Administração e Assembleia de Membros;

• Envolve o Conselho de Administração em acções de mobilização de recursos;

• No âmbito da mobilização de recursos e gestão de parcerias: Colabora na identificação de oportunidades de mobilização de recursos;

• Coordena a definição da estratégia de mobilização de recursos para a organização;

• Estabelece relações saudáveis com potenciais doadores;

• Aprova o conceito, estrutura e propostas para mobilização de recursos;

• Apresenta propostas para mobilização de recursos e submete-as à aprovação do Conselho de Administração;

• Submete e negoceia com os doadores propostas de Financiamento;

• Assegura e supervisiona a implementação dos acordos com parceiros;

• Interage e faz o seguimento com os parceiros/doadores;

• Em coordenação com o colectivo da Direcção Executiva, define a estratégia de gestão de parcerias e sua implementação;

• Estabelece comunicação permanente com parceiros do Governo, doadores, ONG´s e outras instituições.

 

No âmbito do desenho e gestão de programas

• Dirige o desenho de programas dentro das diversas áreas de actuação da organização e sua estratégia;

• Aprova ao nível da Direcção Executiva as propostas de programas no âmbito das componentes chave de actuação da organização;

• Em coordenação com o colectivo da Direcção Executiva, aprova os planos operacionais anuais ao nível dos diferentes programas;

• Assegura a supervisão e monitoria do cumprimento das metas definidas nos planos operacionais e Plano Estratégico.

 

No âmbito do relacionamento institucional

• Colabora na definição da estratégia de marketing e do posicionamento institucional da organização;

• Representa a organização externamente promovendo o posicionamento institucional da FDC;

• Obrigar a FDC nos seus actos e contratos nos termos das suas competências estatutárias ou delegadas pelo Conselho de Administração;

• Propõe ao Conselho de Administração o estabelecimento ou a cessação da cooperação ou relacionamento com instituições incluindo empresas privadas, organizações da sociedade civil entre outras;

• Assegura a boa ligação com instituições do governo a nível provincial e local, bem como com outras instituições e organizações locais.

 

No âmbito da governação interna e desenvolvimento organizacional

• É o canal para a submissão de propostas, informações, relatórios e outra informação da Direcção Executiva para o Conselho de Administração, bem como de comunicação das decisões do Conselho de Administração aos gestores e colaboradores;

• Assegura elevado padrão de qualidade do trabalho, a credibilidade e autoridade da equipa técnica, fornecendo análises precisas de orçamentos, relatórios financeiros e procedimentos operacionais;

• Analisa e faz recomendações, para aprovação do Conselho de Administração, sobre o impacto de iniciativas de crescimento de curto, médio e longo prazos, planos e novas estratégias e acções regulatórias;

• Faz o coaching e mentoring aos gestores e colaboradores da organização garantindo o foco na estratégia e filosofia da organização aquando da operacionalização dos programas;

• Dirige e orienta acções de team building, motivação e dinâmica das equipas de trabalho;

• Dirige e coordena a definição e implementação da estratégia de gestão da mudança;

• Assegura a implementação da estratégia de gestão de conhecimento;

• Apresenta proposta, devidamente fundamentada, ao Conselho de Administração para a abertura ou encerramento de estabelecimentos ou escritórios de projectos da Fundação;

• Propõe ao Conselho de Administração a introdução de modificações na estrutura orgânica da Fundação;

• Presta e solicita aos demais colaboradores e ao Conselho de Administração as informações que sejam necessárias ao bom e cabal desempenho da sua função dirigente executivo.

 

No âmbito da gestão do património

• Em coordenação com o comité de gestão de activos, assegura a elaboração e implementação da política de gestão de activos, tendo em perspectiva o crescimento e sustentabilidade institucional;

• Dirige e coordena e a elaboração e analise de propostas de investimentos, em particular patrimoniais, a serem submetidas à a aprovação do Conselho de Administração;

• Dirige e coordena as acções da gestão do património e do imobilizado da FDC.

 

No âmbito da gestão financeira

• Participa activamente no processo de gestão financeira da Fundação;

• Dirige a planificação, desenvolvimento e implementação do desempenho financeiro da Fundação;

• Em coordenação com o colectivo da Direcção Executiva, planifica a gestão de fundos de financiamento na organização;

• Supervisiona a execução dos orçamentos e o status de financiamento e fundos da organização;

• Assegura adequada orientação financeira e aconselhamento para os colaboradores;

• Adopta medidas que visem optimizar o tratamento das relações bancárias, trabalhando em estreita colaboração com o responsável da área financeira;

• Trabalha com a equipa de finanças para desenvolver uma projecção de fluxo de caixa que inclui a definição de limites mínimos de caixa para atender às necessidades operacionais, definição de “overheads” a aplicar nos projectos entre outros;

• Aprova todas as demonstrações financeiras, relatórios financeiros e declarações de impostos a serem submetidas ao Conselho de Administração.

 

No âmbito da gestão de recursos humanos

• Dirige a definição da estratégia e políticas de gestão estratégica de recursos humanos;

• Orienta e interage com membros da sua equipa a todos os níveis, para promover o crescimento e encorajar o desenvolvimento profissional dos colaboradores;

• Supervisiona a gestão de recursos humanos da Fundação.

 

Requisitos

• Licenciatura numa das seguintes áreas: economia¸ administração, gestão ou ciências humanas. Mestrado numa destas áreas será considerado;

• São exigidos para o exercício da função conhecimentos técnico-profissionais obtidos em acções de média/longa duração, com os seguintes níveis de complexidade/profundidade;

• Conhecimentos sobre planeamento estratégico e operacional, gestão organizacional, programam e projectos, gestão executiva de recursos humanos, governação, mobilização de recursos, elaboração de propostas de financiamento, relacionamento institucional, gestão de parcerias, monitoria e avaliação;

• Sólida experiência na interacção com doadores, governos provinciais e locais, instituições de base comunitária, ONGs, sector privado e outras instituições de nível local;

• Conhecimentos sobre desenvolvimento de uma forma geral e desenvolvimento comunitário em particular;

• Sólidos conhecimentos das áreas temáticas específicas de intervenção: Educação, Saúde, HIV/SIDA, Género e Direitos Humanos

• Conhecimentos sobre gestão de projectos;

• Conhecimentos sobre sistemas e modelo de monitoria e avaliação de programas e projectos;

• Bons conhecimentos de orçamentação, análise financeira e controlo orçamental (ressalvando as funções de gestão de activos);

• Conhecimentos sobre investimentos (identificação de oportunidades, análise de viabilidade e tomada de decisões);

• Conhecimentos básicos da filosofia de funcionamento de Fundações;

• Bom conhecimento do estado de desenvolvimento e do contexto social do País em geral;

• Fluente em Inglês falado e escrito;

• Conhecimentos de informática na óptica do utilizador;

• A função requer uma experiência profissional de pelo menos 5 anos em liderança de equipas de projectos ou numa posição de Liderança em organizações similares;

• O exercício da função requer uma boa capacidade de a organização e classificação de dados para diagnóstico e definição de objectivos. Constrói soluções, organiza a sua implementação e avalia os resultados, pelo que o grau de criatividade e/ou inovação exigido é elevado;

• A função exige um elevado grau de autonomia do ponto de vista estratégico e de gestão executiva. O alcance das decisões tem impacto ao nível do próprio trabalho, da equipa do projecto e da organização e parceiros na generalidade bem como os beneficiários da organização;

• O exercício da função exige o estabelecimento de contactos internos diversificados e complexos com as todas as unidades orgânicas da FDC para planeamento, orientação estratégica, troca de informação, supervisão das componentes programática e financeira da organização e colaboração técnica para resolução de problemas operacionais;

• O exercício da função exige contactos de negociação complexos e diversificados, que requerem apurado sentido de estratégia para tratar de questões técnicas e políticas, nomeadamente: Financiadores – para obtenção de fundos Parceiros de implementação – gestão de parcerias, partilha de experiências, redefinição e alinhamento de estratégias de actuação Governo – para promover o alinhamento das actividades internas com a agenda e políticas nacionais;

• O exercício da função tem responsabilidade alargada por erros de elevada gravidade na tomada de decisões estratégicas de gestão e na gestão da imagem institucional e dos fundos da organização. As consequências destes erros têm impacto directo em toda a estrutura organizacional e na imagem externa da FDC;

• O Director executivo subordina-se ao Conselho de Administração em particular a Presidente, a quem reporta;

• A função requer responsabilidade hierárquica directa pelos membros do colectivo de direcção (DAGCMR, DP, DAF, DDC, DGA, AI e SF);

• O exercício da função não exige esforço físico relevante. No entanto, exige esforço mental elevado em termos de atenção, concentração, memorização e pensamento abstracto e criativo;

• O exercício da função não exige exposição a situações de riscos relevantes. Pode haver, no entanto, uma exposição a situações de stress psicológico.

 

Os candidatos interessados podem enviar Carta de Manifestação de Interesse, Curriculum Vitae detalhado e Certificados de Habilitações e outros diplomas) para o email ate o dia 16 de Janeiro de 2023.

FAÇA PARTE DO
NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Vagas Mais Procuradas

VdE | Vagas para candidatura espontânea no BCI

VdE | Vagas para Candidatura Espontânea no Moza Banco

VdE | Assistentes de Cliente para balcões | Millennium BIM

VdE - Faça Parte do Nosso Grupo de Vagas no WhatsApp

VdE | Vagas para Candidatura Espontânea na Total Energies

VdE | Auxiliar Administrativo | Medimoc Group

VdE | Vagas para Candidatura Espontânea no Nedbank

VdE | Recém Graduados ITs Universidades | Millennium BIM

VdE | Vagas para Candidatura Espontânea na CONTACT

VdE | (4) Estagiários | Conformática Limitada