VdE | GESTOR DE PROGRAMA | Instituto de Gestão Macroeconómica e Financeira da África Oriental e Austral

 




VAGA - GESTOR DE PROGRAMA PARA GESTÃO DE ACTIVOS EXTERNOS

 

O Instituto de Gestão Macroeconómica e Financeira da África Oriental e Austral (MEFMI) é de natureza regional e conta, actualmente, com os seguintes 14 países membros: Angola, Botswana, Burundi, Eswatini, Quénia, Lesoto, Malawi, Moçambique, Namíbia, Ruanda, Tanzânia, Uganda, Zâmbia e Zimbabwe. O MEFMI, cujo Secretariado sita em Harare, Zimbabué, foi estabelecido em 1997, com o objectivo de desenvolver capacidades sustentáveis em áreas-chave identificadas em ministérios de finanças, comissões de planificação, bancos centrais e instituições afins. O Instituto visa melhorar a capacidade humana e institucional sustentável nas áreas críticas de gestão macroeconómica e financeira; promover as melhores práticas em instituições relacionadas; e destacar os riscos e oportunidades emergentes entre os funcionários de nível executivo. O MEFMI tem em vista alcançar, nos seus países membros, uma gestão macroeconómica prudente, uma gestão competente e eficiente das finanças públicas, sectores financeiros sólidos, eficientes e estáveis, e economias estáveis com um crescimento sólido e sustentável.

Neste âmbito, convida-se todos os cidadãos qualificados dos países membros do MEFMI a submeterem as suas candidaturas para a vaga de Gestor de Programa para Gestão de Activos Externos.

 

Descrição das funções

O Gestor de Programa para Gestão de Activos Externos responde ao Director do Programa de Gestão do Sector Financeiro, sendo responsável pela planificação, desenvolvimento e coordenação de actividades de reforço de capacidades, que concorrem para a melhoria de gestão de activos externos. A função compreende, especificamente, a gestão de reservas oficiais de divisas, fundos de protecção de depósitos, fundos de protecção do investidor, fundos de pensão do sector público (Governo), e fundos soberanos de países membros do MEFMI.

 

Principais domínios de desempenho

i. Identificar necessidades e deficiências de competências, no âmbito de gestão de activos soberanos, a fim de planificar workshops para colmatar estas questões;

ii. Planificar e coordenar missões de assistência técnica específicas ao país;

iii. Organizar e orientar workshops/seminários do MEFMI, incluindo os disponibilizados através do sistema de gestão de e-learning do Instituto.

iv. Coordenar e orientar workshops ou missões de assistência técnica, em coordenação com parceiros de cooperação técnica;

v. Preparar um programa anual de atividades sobre gestão de activos soberanos para inclusão no prospeto do MEFMI;

vi. Auxiliar na seleção de membros (fellows) candidatos; desenvolver um plano de formação personalizado (PFP) para membros; e garantir o uso eficaz de membros graduados e acreditados nas atividades de reforço de capacidades em matérias de gestão de activos soberanos.

 

Qualificações e experiência

a) O candidato deve possuir um diploma de Mestrado em Finanças, Banca, Economia ou áreas afins;

b) Ter, no mínimo, entre cinco a dez anos de experiência progressiva em gestão de reservas soberanas ou gestão de activos;

c) Conhecimento evidente do ambiente macroeconómico, no que respeita às reservas; e

d) Experiência de trabalho em ambientes profissionais multiculturais constitui uma vantagem adicional.

 

Capacidades e qualidades pertinentes

Os seguintes aspetos constituem vantagem:

a) Ser membro do MEFMI ou ter feito parte de um grupo de trabalho técnico da instituição;

b) Ter qualificações especializadas em gestão de investimento (por exemplo, Analista Financeiro Certificado).

c) Ter experiência em pesquisa e/ou de reforço de capacidades;

d)  Ter conhecimentos de informática e práticos de plataformas utilizadas na gestão de reservas.

 

Competências

a) Excelentes capacidades qualitativa, quantitativa e de análise;

b) Capacidade trabalhar por longos períodos e sob pressão, bem como de viajar;

c) Excelente capacidade de comunicação oral e escrita (elaboração de relatórios);

d) Habilidades de liderança e capacidade de trabalhar em níveis estratégico e operacional;

e) Cooperação, espírito de equipa e excelentes qualidades interpessoais;

f) O conhecimento prático de língua portuguesa constitui uma vantagem.

 

Benefícios

O candidato selecionado irá assinar um contrato de três anos, renovável em função do desempenho. Oferecemos um pacote de remuneração atrativo, que inclui um salário competitivo, face a organizações similares, e isento de impostos em dólares norte-americanos.

 

Local e idioma

A função será desempenhada no Secretariado do MEFMI em Harare, Zimbabwe, no qual o inglês figura como língua oficial. O conhecimento prático da língua portuguesa constitui uma vantagem.

 

Como candidatar-se?

As candidaturas devem ser apresentadas até 16 de Setembro de 2022.

 

Na qualidade de empregador, o MEFMI promove oportunidades iguais para todos, pelo que encoraja, de igual modo, a candidatura de homens e mulheres.

 

Envie a sua candidatura para candidatos devem apenas enviar, por correio eletrónico, o currículo atualizado e a carta de apresentação, não devendo incluir certificados.

 

Não são aceites documentos físicos!

 

Apenas candidatos pré-selecionados serão contactados.

Processo de candidatra


FAÇA PARTE DO
NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Vagas Mais Procuradas

VdE | Assistente Administrativo e Logístico | FAO

VdE | (2) Digitadores de Dados | Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation (EGPAF)

VdE | 120 Agentes Sazonais | Conselho Municipal de Maputo

VdE - Faça Parte do Nosso Grupo de Vagas no WhatsApp

VdE | Mais de 133 Vagas publicadas (19/09 /2022)

VdE | Assistente de Contabilidade | Tazetta Resources, Lda

VdE | 574 Inquiridores | Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural

VdE | Comercial | Netmoz

VdE | Coordenador - Construção | Save the Children International