Vagas por Província

VdE | (5) Supervisores de Prevenção Primária | Comunidade Moçambicana de Ajuda (CMA)

 Comunidade Moçambicana de Ajuda (CMA) pretende recrutar para o seu quadro de pessoal cinco (5) Supervisores de Prevenção Primária, para Matola (4) e Marracuene (1).

Contexto

A CMA está a recrutar candidatos qualificados para o projecto de COV (FILOVC) financiado por USAID com uma duração de 5 anos (2022-2027). A CMA irá implementar o projecto na Província de Maputo, concretamente nos seguintes distritos: Matola e Marracuene, o projecto será liderado pela OCSIDA em consórcio com outras organizações locais e a FHI 360 (parceiro de assistência técnica). O Supervisor de Prevenção Primária estará subordinado ao Oficial de projecto.

Tarefas e Responsabilidades

  • Fazer a gestão directa das actividades dos facilitadores de sessões de debate;
  • Realizar encontros de planificação semanal com os facilitadores para a preparação das sessões e actividades;
  • Realizar visitas de supervisão ao terreno para acompanhamento do trabalho dos facilitadores;
  • Articular reuniões junto às comunidades nas áreas de abrangência do projecto para criação de demanda para adesão às brigadas móveis de SAAJ e aos serviços oferecidos;
  • Articular com entidades que reforçam o trabalho de campo como provedores de saúde e liderança comunitária;
  • Realizar a formação em serviço para os facilitadores;
  • Apoiar os facilitadores no preenchimento de fichas;
  • Revisar e compilar as fichas de resumo de actividade;
  • Compilar dados e elaborar relatórios mensais das actividades;
  • Realizar outras tarefas que forem designadas.

Requisitos

  • 12ª classe do sistema nacional de educação ou equivalente;
  • Conhecimento e experiência de trabalho com adolescentes, preferencialmente com adolescentes de 9-14 anos de idade;
  • Experiência de trabalho nas áreas temáticas de prevenção do HIV, saúde sexual e reprodutiva, planeamento familiar, violência baseada no género, empoderamento de adolescentes e diálogos comunitários/comunicação para mudança de comportamentos;
  • Experiência no trabalho comunitário na supervisão e apoio a agentes/voluntários comunitários;
  • Experiência na formação e facilitação de debates comunitários;
  • Ter experiência no trabalho articulado junto as estruturas comunitárias;
  • Domínio da língua portuguesa (escrita e falada) e da língua local;
  • Ter capacidade de elaborar relatórios e actas de encontros.

Exigências

  • Carta de Motivação (1 página);
  • Curriculum Vitae (máximo de 3 páginas), e os dados de contacto;
  • Pelo menos duas Referências Profissionais.

Nota: Se não forem encontrados candidatos adequados, a vaga permanecerá aberta até ser preenchida. Indique no assunto a vaga a concorrer e o distrito para qual se candidata.

Sobre a Empresa

A Comunidade Moçambicana de Ajuda (CMA), uma organização de âmbito nacional sem fins lucrativos, registada a 16 de Outubro de 1997, tem como objectivo promover o desenvolvimento sustentável das comunidades desfavorecidas e crianças Orfãs e Vulneráveis através de actividades de geração de renda, formação de jovens, mulheres, viúvas, e população vulnerável, de modo a elevar o seu nível de vida e auto-sustento



NOSSO GRUPO DO WHATSAPP


 

Vagas Mais Procuradas

VdE | 03 Digitadores De Dados | Malaria Consortium

VdE | 02 Assistentes Humanitários de Campo | UNDP

VdE | 12 Inquiridores | Malaria Consortium

VdE | 25 Agentes de Call Center - PORTUGÊS | CONTACT

VdE - Faça Parte do Nosso Grupo de Vagas no WhatsApp

VdE | 133 Vagas Abertas no INEP

VdE | Gestor de WASH | Johanniter International Assistance

VdE | Assistente administrativo de procurement | CONTACT

VdE | Candidatura espontânea | Millennium bim

VdE | Motorista | UNDP